• Agro
  • Água & Saneamento
  • Desinformação
  • Exploração & Controle
  • Florestas & Uso do Solo
  • Geopolítica
  • Pesquisa
  • Petróleo
  • Povos Indígenas & Comunidades Tradicionais
  • Sociedade Civil
  • Violência
  • Atores

Indígenas tentavam expulsar invasores de suas terras

Crédito: Apib

Garimpeiros assassinaram dois indígens isolados na TI Yanomami, diz associação

De acordo com denúncia da Hutukara Associação Yanomami (HAY), dois indígenas de um grupo em isolamento  voluntário (Moxihatëtëma) foram assassinados por garimpeiros nas proximidades da Terra indígena Yanomami, em Roraima. A informação foi relatada em 1 de novembro à HAY.

Há cerca de três meses, os indígenas Moxihatëtëma teriam se deslocado para o alto rio Apiaú com a intenção de expulsar os criminosos de seu território, onde está  instalado um garimpo chamado “Faixa Preta”. Houve um confronto durante a aproximação e os indígenas foram mortos a tiros pelos garimpeiros. 

Segundo informações da Hay, mais de 100 hectares de floresta já foram destruídos pelo garimpo na região.


Em nota de repúdio sobre o ocorrido, o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) reforça a crescente invasão garimpeira na TI Yanomami nos últimos anos.“O que está acontecendo TI Yanomami são crimes contra a humanidade com a responsabilidade direta do governo federal, mais precisamente do presidente Jair Bolsonaro, que recentemente esteve em Roraima sem demonstrar a menor preocupação com os crimes praticados contra o Povo Yanomami”, diz o texto.

Fontes
Link copiado com sucesso!