• Agro
  • Água & Saneamento
  • Desinformação
  • Exploração & Controle
  • Florestas & Uso do Solo
  • Geopolítica
  • Pesquisa
  • Petróleo
  • Povos Indígenas & Comunidades Tradicionais
  • Sociedade Civil
  • Violência
  • Atores

Territórios indígenas são alvo de disputa e sofrem com ataques de fazendeiros vizinhos

Crédito: Reprodução/UOL

21 fev 22

Indígenas do MS denunciam uso de agrotóxico como arma química

“A gente vive no meio do veneno. Respira, come, bebe e veste o veneno que eles jogam”, relata Erileide Domingues, liderança guarani-kaiowá, em denúncia sobre a pulverização de pesticidas por fazendeiros para expulsar a população da Terra Indígena (TI) Guyraroká, localizada no município de Caarapó, na região de Duradouros, no Mato Grosso do Sul. 

No Mato Grosso, indígenas das etnias Tapirapé  e Xavante também têm sido alvo de ataques com pesticidas. 

Segundo os indígenas, os ataques químicos, tanto de avião quanto de trator, acontecem desde 2013, como aponta matéria da Reportér Brasil publicada em 2019. O procurador Marco Antônio Delfino de Almeida, do Ministério Público Federal, atua em diversas ações de defesa de comunidades indígena em Dourados e acompanha os casos desde 2015. A demarcação do território Guyraroká tramita desde 2014 no Supremo Tribunal Federal (STF).


Fontes
Link copiado com sucesso!