• Agro
  • Água & Saneamento
  • Desinformação
  • Exploração & Controle
  • Florestas & Uso do Solo
  • Geopolítica
  • Pesquisa
  • Petróleo
  • Povos Indígenas & Comunidades Tradicionais
  • Sociedade Civil
  • Violência
  • Atores

Ele recebeu quase um milhão de reais por mês

Crédito: Rede Sementes do Xingu

PF prende militar que ocupava coordenação regional da Funai por arrendamento ilegal de terra indígena

O militar inativo da Marinha, Jussielson Gonçalves Silva, coordenador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Ribeirão Cascalheira (MT), foi preso pela Polícia Federal suspeito de intermediar o arrendamento de terras indígenas do povo Xavante para pecuaristas. Nomeado pelo governo Bolsonaro, Silva ocupava o cargo desde 18 de março de 2020. 

O militar recebia pagamentos de latifundiários da região por 15 arrendamentos dentro da Terra Indígena (TI) Marãiwatsédé, localizada no nos municípios de Alto Boa Vista, São Félix do Araguaia e Bom Jesus do Araguaia, no Mato Grosso. Os valores chegavam a R$ 900 mil por mês.

A prisão é fruto da Operação Res Capta, deflagrada pela PF em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) para desarticular um esquema envolvendo servidores da Funai, fazendeiros e uma liderança da TI Marãiwatsédé.

Fontes
Link copiado com sucesso!